ROTA DOS AMBIENTES RURAIS PERMITIU REVIVER E EXPERENCIAR TRADIÇÕES LOCAIS

Após dois anos de interregno retomou-se, no dia 8 de maio, a dinamização do percurso pedestre “PR4 Rota dos Ambientes Rurais”, na freguesia de Castelo de Penalva.

O percurso iniciou junto à Igreja de S. Pedro, com a receção dos participantes e onde foram dadas as boas vindas, pelo presidente da junta de freguesia local Carlos Ferreira. Além da contextualização da atividade, agradeceu a todos quantos tornaram possível a realização da atividade e especialmente à comunidade local que com a sua boa vontade e envolvimento permite que a cada edição, esta iniciativa, atraia cada vez mais participantes de todo o país, superando todas as expetativas.

Ao longo do percurso foi possível conhecer e usufruir de inúmeros testemunhos vivos da história e tradições das gentes que ali habitam.

O trajeto foi palco de diversas animações e encenações históricas que tiveram como protagonistas a Comunidade e Associações do Território.

Os quadros históricos e tradicionais apresentados, permitiram uma viagem pela história, património, tradições e sabores locais – O Viriato, os árabes, os romanos, o resineiro, a vareja, o ciclo do pão de milho, a fonte dos namorados, a pastorícia, a tosquia, as lavadeiras no rio Dão, o forno a lenha, a travessia das poldras, utensílios agrícolas e objetos escolares de outrora, o alambique e o artesanato: estalinhos de carnaval e peças artesanais em madeira e ferro (Santos e diversos objetos e utensílios agrícolas). Foi ainda possível visitar o interior das capelas e igrejas, apreciar a fauna, flora e o património desta freguesia.

O ciclo do linho, dinamizado pelo Grupo Etnográfico de Várzea de Calde apresentou as diversas fases do processo do linho (Ripar, Maçar, Tascar e Assedar, Fiar, Ensarilhar, Dobar), um verdadeiro regresso ao “passado”.

As animadas “Quinas de Sernancelhe” foram interagindo com os participantes, soltaram gargalhadas e espalharam boa disposição ao longo do percurso.

Em Vilar do Dão a “piqueta” deliciou os participantes com as inesquecíveis iguarias locais, nomeadamente as bolas de carne, chouriça e bacalhau acabadas de sair do forno a lenha. Os afamados bolinhos de batata, as filhós e o afamado vinho do Dão, também marcaram presença.

No final, em ambiente amistoso decorreu o tradicional almoço-convívio.

As oito centenas de caminhantes manifestaram o seu agrado relativamente a toda a envolvência da iniciativa destacando a excelente organização do evento. Os quadros históricos/culturais apresentados são diferenciadores e revelaram-se uma agradável surpresa, permitindo conhecer as tradições e o património da freguesia.

De ano para ano, verifica-se um maior envolvimento das gentes locais na dinamização do percurso, recebendo de forma muito genuína os muitos que participam e se deslocam para conhecer e experienciar a ruralidade da freguesia.

A atividade resultou de uma organização conjunta da Junta de Freguesia de Castelo de Penalva e Câmara Municipal de Penalva do Castelo, com o apoio da Associação Cultural Castro de Pena Alba, Grupo Desportivo Cultural Bela Vista, Centro Social Paroquial de Castelo de Penalva, Bombeiros Voluntários, Unidade de Cuidados à Comunidade de Pena D’Alva, Rancho Folclórico de Penalva do Castelo e Agrupamento 149 CNE Ínsua.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
SERVIÇOS PARA CONSULTA

ALERTAS COVID-19

ALERTAS COVID

Procedimentos e directivas a proceder no município
Consultar

Município de Penalva do Castelo

Acesso Restrito