Sobrevivente dos crimes de Aguiar da Beira apresentou “O Canto do Galo” em Penalva do Castelo

Decorreu, no passado domingo (13 de junho), no salão dos Bombeiros Voluntários de Penalva do Castelo, a apresentação do livro “O Canto do Galo”, o relato na primeira pessoa de António Ferreira, o único sobrevivente dos crimes de Aguiar da Beira.

A cerimónia, na qual estiveram presentes inúmeros colegas, familiares e amigos do autor, contou com intervenções de Francisco Carvalho, presidente da Câmara Municipal de Penalva do Castelo, de Teresa Adão, diretora das “Edições Esgotadas”, e do autor António Ferreira, que referiu que o objetivo do livro foi o de transmitir fielmente o que aconteceu na fatídica noite de 10 para 11 de outubro de 2016, em Aguiar da Beira.

“O Canto do Galo”, já na sua 4ª edição, revela de forma minuciosa os acontecimentos que ficaram conhecidos como “os crimes de Aguiar da Beira”, acontecimentos que prenderam a atenção dos portugueses e marcaram a agenda mediática do país no final de 2016. António Ferreira descreve os momentos mais trágicos dessa noite, nomeadamente o momento em que o criminoso Pedro Dias disparou sobre ele e deixou o seu corpo entre os arbustos. António Ferreira conseguiu voltar a si e sobreviver graças ao “cantar do galo” que, na penumbra e já no limite das suas forças, o orientou em direção a uma aldeia próxima onde obteve socorro.

O cabo António Ferreira encontrava-se de patrulha da GNR com o seu colega Caetano na sinistra noite em que as suas vidas mudariam para sempre. Para além de ter perdido o seu melhor amigo de forma trágica, o autor vive ainda hoje com a bala alojada na cervical e com muitas marcas psicológicas dos acontecimentos traumáticos por que passou.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
SERVIÇOS PARA CONSULTA

ALERTAS COVID-19

ALERTAS COVID

Procedimentos e directivas a proceder no município
Consultar

Município de Penalva do Castelo

Acesso Restrito